Às margens

Um menino deveria ser poupado das dores da vida. É intolerável saber que sofremos tanto ao formamos quem somos, alguém poderia deleitar sobre nós um pingo de piedade. Caso um dia estivesse na presença de Deus, não relutaria em pedir menos sofrimentos aos jovens, pedindo-lhe que apaguem todas nossas imperfeições. Não entendo como há sofredores … Continue lendo Às margens

Cascas do tempo

Era tarde demais. Não era mais possível. Apenas o chora fazia sinal de algum sentimento escondido na mais profunda camada de sua desesperançosa alma. O sítio em que vivia, apenas havia um animal, seu pobre corpo deitado na cama insólita, entre um trago e uma pele cortada pela navalha de seu dia a dia; choros … Continue lendo Cascas do tempo

Para conhecer-me

É muito fácil conhecer-me, pois eu deixo no caminho ou por onde passo quem sou. Não sou um amante da vida, tampouco um poeta da morte. Meus erros são pessoais e fizeram eu cair, crescer e evoluir. Ao olhar fixamente em meus olhos verá alguém que cansou, no entanto ao ouvir o relógio bater, levantou-se. … Continue lendo Para conhecer-me

Um louco e seus centavos

Louco ele se considerava, talvez loucura fosse pouco para ele. Aos 15 anos pediu a mãe para ser internado em um hospício, pois não conseguia controlar os pensamentos. Ao passar dos anos, desenvolveu técnicas para controlar esses devaneios da mente. Decidiu estudar economia, mas abandonou o curso ao decorrer de 2 anos. Não sabia o … Continue lendo Um louco e seus centavos