Espelho

A tecnologia chegou
à humanidade,
mas a humanidade não
chegou completamente
na tecnologia.
Lutaram arduamente os cientistas
em busca da plenitude da razão;
A partir dos anos,
a ciência evoluiu,  e lentamente,
caminham os homens.
Euforicamente, comemoraram
o surgir da conexão virtual, e o seu
aprofundamento em todo o globo.
Mas, como há em tudo o oposto
coexistindo:
estamos vidrados nos espelhos digitais,
refletindo nossos egos, nosso mundo ilusório.
E estamos criando heróis nas redes,
que sobem ao poder com a imagem de um perfil.
Nesse mundo, não há enganados — para eles,
pois todos vivem em uma bolha, que nem 
questionam a complexidade da realidade.
E às vezes figuras são desenvolvidas, abalando 
a democracia e alimentando a monstruosidade.
A liquidez intensifica-se em segundos, e cria-se
outros níveis de submersão.
O mundo digital, atualmente, é apenas um reflexo
do que está por vir.
O mal e o bem coexistem em nossos  corpos,
mas nas redes são personificados e misturam-se
entre likes e vaidades.
 A ciência nos trouxe ao mundo sonhado,
e uns veem sonho onde outros enxergam pesadelo.
De longe vislumbro o futuro, 
e vejo tudo muito incerto.
O que as grandes mentes inventarão?
o que os corações suportarão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s