Noite simbólica

Difícil entender
o por quê das
noites mais belas
esconderem os perigos
mais terrificantes.

Seria ousar de mais
ponderar que o anoitecer é
uma dança,
e não um páreo de bala perdida.

Há poetas que adoram o obscurecer;
trocam o lápis pela estrela,
o olhar pela lua.

A noite:
Sobre seus véus
escondem-se os produtos
de uma educação falida.

Sempre é difícil entender
quem são os marginais:
os das malas
ou os que roubam para comer.

E todos fazem do sofrimento
uma banalização.
Suas histórias são contadas na Tv
E convertidas em audiência.

Minha pátria
Faz do crime
uma carreira.
E nada acontece
com quem tem
o poder da bandeira.

Nossas merendas são superfaturadas.
Nossos juízes idolatrados.
Nossa cultura é chicoteada
no tronco da ignorância.

O tronco até hoje canta.
O tronco jamais terá um
tronco que pague sua dívida.

E lutar por direitos
Tornou-se mimimi.
E lutar pelas pessoas
Nos fez ter estereótipo
De defensores de bandidos.

E há aqueles que gostam
de interpretar a constituição
como o código de Hamurabi
elucidava os mesopotâmios.

Aos poucos os homens das malas
desaparecem na minha televisão;
e a todo instante surgem novos
produtos da educação balançando
suas contradições no jornal da nação.

Os poetas,
os marginais,
não são apenas
uma cópia de seus
corações,
são um código
genético da educação.

Não existe sorte,
Existe educação;
não existe meritocracia,
Há educação;
Não existem ladrões:
Há produtos da educação
assaltada.

A noite estrelada
aos poucos causa medo.
Caso queiram desabafar,
vá os poetas procurarem tratamento.
A noite não é mais o eufemismo
dos atormentados.
Hoje, a noite é um tormento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s