Por enquanto, tenho asas para voar

Viver é uma intensa descoberta produzida pelo tempo. Aos poucos notamos que o silêncio grita. Percebemos que não somos especiais. Constatamos que não fazemos falta. E que o mundo flui sem nós. Não devemos nos preocupar tanto, pois nada somos. Então, o mundo que sofrerá nossa falta é o espaço em que nos desenvolvemos. Acontece de pessoas serem especiais na arte, política ou na música, outras nas escolas, nos trabalhos voluntários, e há aquelas que não consideram-se especiais. Ser especial é tolice.

Sim, importante é sermos especiais para conosco. Um enorme perigo sermos tóxicos para nós mesmos. Não entendemos este mundo, nada sabemos sobre a vida. Somos magoados pelas pessoas que mais amamos. Por vezes, o nosso coração é dilacerado por um amigo que vive ao lado. E há situações que o pior inimigo é a nossa mente.

Este dia foi controlável, raras exceções. Ano passado era um bom aluno, nesse ano nem tanto. Não me sinto incompreendido, porque nunca deixei ninguém compreender-me, nem eu mesmo sei quem sou. Eu aprendi arduamente que nem todos podem penetrar em nosso coração. Tenho uma queda pelo vitimismo. Por isso, tenho que sempre pôr-me no campo de batalha.

Viver é uma intensa descoberta de realidades paradoxais e terrificantes. Gosto de conhecer pessoas, outras opiniões e diferentes sentidos para o mundo. Todavia, as pessoas tem a facilidade em magoarem-me. Uma coisa eu sei: amigos não tenho, não ainda.

Voltando mais uma vez ao ano anterior: antes, pensava que tinha amizades. Quando mais precisei onde estavam? Agora que estou melhorando muitas novamente voltaram. Ninguém, raras exceções, me querem problemático. Desejam um Pedro fácil e previsível, e para muitos, assim sou.

Viver é uma intensa queda da realidade. Conheci várias pessoas diferentes, que gostam de conversar comigo. Sempre é difícil manter contato com outra pessoa. Porém, a solidão nem sempre é uma boa companhia.

Viver é uma intensa visão desproporcional. Ninguém vê o mundo da mesma forma. E quando notamos que o mundo é diferente de nossas percepções anteriores, ficamos à beira de um caos imaginativo.

Ainda tenho asas para voar. Às vezes nossa imaginação é dilacerada pelas circunstâncias, mas devemos contar no final com ela. Somos animais terrestres fisicamente, porém psicologicamente, somos aéreos.

Bem, meu dia foi bom…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s